Skip to main content

10 dicas para trabalhar no setor de tecnologia

By 23 de fevereiro de 2022maio 25th, 2022b2b, Blog, Gestão de Pessoas

Veja 10 dicas para trabalhar no setor de tecnologia, um dos que mais cresce no país, mesmo durante a pandemia!

Dizer que o setor de tecnologia só tem a crescer é como dizer que o oceano é azul.

Nos últimos anos, a busca por profissionais da área está crescendo cada vez mais, acelerada pela pandemia.

Segundo dados da International Data Corporation (IDC), empresa líder no mercados de tecnologia da informação, cerca de 42% das empresas brasileiras pretendiam aumentar o orçamento em tecnologia em 2021.

A IDC também apontou que, nos anos de 2021 e 2022, as áreas de maior crescimento serão as de Inteligência Artificial, Realidade Aumentada e Virtual, Big Data e Analytics, IoT, Cloud, Segurança e Robotics.

Em 2021, enquanto SaaS (Software as a Service) já representava 14% do mercado de tecnologia, a área de CX (Customer Experience), que inclui soluções de CRM e atendimento (como é o caso dos serviços oferecidos na CRM7), tinha previsão de crescer 21,3% em relação ao ano anterior.

Além disso, dados da ABES também apontam que, mesmo em 2020, ano marcado pela insegurança econômica para diversos setores, o mercados de software, serviços, hardware cresceu 22,9%.

Inclusive, entre fevereiro e novembro de 2020, a GeekHunter, empresa especializada em recrutamento de profissionais de TI, recebeu um aumento de vagas remotas de 25% para 75% na sua plataforma. O fato foi confirmado pela Catho, que em 2020 viu a procura por profissionais da área de tecnologia crescer mais de 670%!

Do mesmo modo, a tendência seguiu presente no primeiro semestre de 2021, com alta de 185% para vagas na área de tecnologia (quando comparando com o mesmo período no ano anterior).

Cargos e perfis mais procurados pelos recrutadores

Nessa corrida pela transformação digital, alguns dos profissionais de tecnologia mais procurados são aqueles que atuam com desenvolvimento web, análise de dados, engenharia de softwares e segurança da informação.

Desde o início da pandemia, foram 85 mil novas vagas relacionadas com tecnologia no país, incluindo profissões como “analista de sistemas”, “analista de suporte”, “analista de business intelligence” e “desenvolvedor” entre as 10 que mais crescem no Brasil.

Inclusive, para o ano de 2022, segundo uma pesquisa da Revelo, as especialidades mais procuradas são desenvolvedores Back-end (24,4%), Front-end (16,5%) e Full-Stack (26,7%). As linguagens e tecnologias mais demandadas são Java, JavaScript, React, Node.js, PHP, Python e Angular.

A conta não fecha

Se por um lado a demanda cresceu, por outro a oferta de profissionais qualificados ainda é escassa.

Essa situação já era uma realidade antes mesmo da pandemia e, com o distanciamento social e o trabalho remoto, diversas companhias precisaram se digitalizar – tanto para trabalhar de forma remota como para atuar no comércio online. Assim, a contratação de profissionais aumentou exponencialmente. Contudo, a oferta de mão-de-obra simplesmente não acompanhou!

Inclusive, encontrar colaboradores da área em nível pleno e sênior se tornou uma missão desafiadora: de acordo com a GeekHunter, vagas para profissionais de nível pleno (com dois a seis anos de carreira), aumentaram 344%, enquanto vagas para desenvolvedores mais experientes (mais de seis anos de carreira) aumentaram 131%.

Então, qual é o resultado? Dezenas de milhares de vagas abertas, profissionais residentes sobrecarregados e projetos atrasados.

Assim, diante da falta de profissionais, as empresas estão abrindo mais oportunidades para pessoas com menos experiência. Para profissionais de nível júnior, com até dois anos de experiência na área, aumentaram 173%.

E, quando a contratação de fato acontece, as empresas precisam se esforçar para treinar e reter esses colaboradores até que cheguem ao nível pleno e sênior.

Portanto, para competir por profissionais tão raros (e manter os melhores), algumas delas estão oferecendo um grande diferencial: a possibilidade de trabalhar de onde quiser.

A oportunidade de trabalhar de qualquer lugar do mundo

Em 2021, 88% das oportunidades de trabalho aceitavam a modalidade remota.

Inclusive, mesmo com o fim da pandemia, as modalidades de trabalho remoto e híbrido vão se manter firme no mundo todo.

Além de ser benéfico para os candidatos (que podem escolher empresas para trabalhar independente de onde residem), essa prática é excelente para as próprias empresas, que passam a acessar candidatos de todo o país – e, inclusive, de outros países.

De fato, a projeção da GeekHunter para 2021 indicava que 85% da abertura de vagas em tecnologia seriam flexíveis (ou seja, ofertando trabalho que pode ser realizado tanto de forma remota como presencial).

Porém, para os profissionais de tecnologia adeptos do modelo presencial, um grande número de oportunidades se concentra em cidades como São Paulo (SP), Campinas (SP), Florianópolis (SC), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS).

Mas, afinal, o que essas empresas tanto procuram?
Conheça 10 dicas para trabalhar no setor de tecnologia e
se destacar no mercado!

Existem dois segmentos de habilidades que as empresas que recrutam profissionais de tecnologia estão buscando: habilidades técnicas (hard skills) e habilidades comportamentamentais (soft skills). Veja as que mais se destacam nos descritivos de cargo:

1. Domínio de outros idiomas:
De acordo com a Adzuna, o inglês é pré-requisito para 15,70% dos anúncios de emprego na área de tecnologia. Ademais, lidar com os vocabulários técnicos do dia-a-dia, o idioma também é fundamental para estudar por meio de cursos, manuais e livros, além de aproveitar oportunidades de trabalhar no exterior.

2. Habilidade para análise de dados:
A área que mais cresce dentro do setor de tecnologia é Data Science. Logo, profissionais que saibam interpretar e analisar dados, essenciais para identificar problemas e facilitar a tomada de decisão, são imprescindíveis.

3. Conhecimentos em segurança da informação:
Há uma grande demanda por profissionais que conheçam as normas da LGPD (lei que defende o direito à privacidade sobre a informação pessoal) e saibam manter em sigilo os dados de clientes, cuidando da reputação da empresa com profissionalismo. Logo, essa é uma habilidade para manter no radar.

4. Boa comunicação:
Para criar um site ou um aplicativo, por exemplo, muitas equipes trabalham juntas e trocam informações para que tudo saia como planejado. Então, nesses momentos, profissionais que se comunicam bem e com clareza e transmitem suas ideias com eficácia tendem a ser mais produtivos e bem-quistos nas equipes.

5. Liderança e Gestão de Pessoas:
É muito simples: para crescer numa empresa e ganhar salários mais altos, é preciso desenvolver habilidades de liderança! Portanto, saber treinar e orientar pessoas, além de repassar ou delegar tarefas de forma eficaz é essencial para ser visto (e remunerado) como um bom líder.

6. Gestão de Projetos:
É essencial saber gerir e conduzir projetos, reduzindo custos e resolvendo os problemas com proatividade, organização e rapidez, inclusive lidando com prazos curtos e trabalhando sob pressão.

7. Adaptabilidade:
Pessoas que sabem transitar entre diferentes tarefas e lidar com pessoas de perfis distintos sem entrar em conflito são realmente valiosas dentro de qualquer equipe, inclusive na área de tecnologia!

8. Curiosidade:
A curiosidade constante ajuda a manter os profissionais atualizados – ainda mais numa área em constante mudança! Além disso, uma pessoa curiosa aprende temas diferentes daqueles com os quais atua, incorporando novos conhecimentos e habilidades ao trabalho.

9. Criatividade:
Manter-se curioso e se desafiar constantemente é essencial para desenvolver a criatividade, uma habilidade importante para a resolução de problemas e inovação nos métodos de trabalho, produtos e serviços. Afinal, tudo isso faz parte do mercado de tecnologia!

10. Foco:
A rotina do profissional da área requer um trabalho atento, minucioso e concentrado nos detalhes. Portanto, a capacidade de foco é fundamental!

O que você achou dessas 10 dicas para trabalhar no setor de tecnologia?

Venha trabalhar na CRM7

Fundada em 2011, a CRM7 se orgulha em já ter nascido com um espírito tecnológico e inovador, que foi o grande responsável pela nossa alta performance e por ajudar tantos clientes a tornar seus processos escaláveis, melhores e mais rápidos.

Portanto, nos alegramos em implementar soluções inteligentes para gestão de tarefas, projetos, pessoas, finanças e clientes (CRM) por meio da tecnologia Zoho.

Esses softwares são desenvolvidos especialmente para auxiliar gestores ocupados a administrarem seus negócios de forma integrada, reduzindo custos e ampliando oportunidades.

Assim, ajudamos muitos empreendedores a escreverem as suas histórias de sucesso!

Atualmente, temos 3 escritórios no estado de Santa Catarina:

Sede da CRM7 – Balneário Camboriú:

ACATE – Florianópolis – SC:


Foto: Portal da Ilha.

Ágora Tech Park  – Joinville – SC:

Foto: Site do Ágora Hub.

Sabemos que, seguindo essas 10 dicas para trabalhar no setor de tecnologia, você com certeza é um candidato e tanto!

Então, aproveite e conheça nossas vagas remotas e presenciais!

O ranking Great Place To Work (GPTW) nos escolheu. Faça sua escolha!

Close Menu