Enquete: quais ferramentas você usa para construir uma comunidade em torno do seu negócio? - CRM7 - Zoho Partner Brasil

Enquete: quais ferramentas você usa para construir uma comunidade em torno do seu negócio?

By 19 de julho de 2018Blog, Zoho Desk

Construir uma comunidade em torno de sua empresa é, talvez, a atividade de divulgação mais importante que você pode realizar. Merece destaque, especialmente porque é uma atividade de longo prazo. É uma atividade contínua, como o faturamento de clientes ou a solução de consultas de suporte.

Uma comunidade tem amplos benefícios em vários aspectos do seu negócio. Isso ajuda você a manter seus clientes atuais satisfeitos. Isso ajuda você a conquistar novos clientes. Isso ajuda a reduzir a carga da sua equipe de atendimento ao cliente. E isso ajuda a construir sua marca.

Toda comunidade começa como uma ideia na mente de alguém. Mas, eventualmente, tem que se mover para um espaço mais “propício”. Esse espaço é diferente para cada um. Para alguns, é um fórum simples. Para alguns, é um blog interessante. Para alguns outros, pode ser uma rede social como o Facebook ou o LinkedIn. O Quora também é um lugar popular. Também é possível que as comunidades “existam” em uma combinação dessas. Vamos dar uma olhada em cada um desses ‘lugares’ e tentar traçá-los.

Facebook :

A maioria das empresas geralmente usa uma página do Facebook para construir uma comunidade. Comunidades sem fins lucrativos e independentes usam o Facebook Groups. Em geral, o Facebook é um lugar onde as pessoas deixam seus cabelos soltos. Eles procuram partes interessantes de conteúdo que também são divertidas. Então, se você tem um tópico realmente sério sobre a influência da dívida governamental em cascata na economia global, é melhor você ficar longe do Facebook!😉

Twitter :

O Twitter é realmente para os tipos “mantenha-o curto e doce”. Mas isso não significa que não seja adequado para uma conversa! O Twitter é, na verdade, uma ótima ferramenta para criar seguidores para o seu negócio. Você começa a ter conversas nítidas, mas interessantes, com seus clientes e prospects. Também é um ótimo lugar para propagação de conteúdo. O que você diz ou compartilha pode se espalhar para uma grande parte das pessoas.

LinkedIn :

Sendo uma plataforma de rede para profissionais, o LinkedIn é muito mais sério quando comparado ao Facebook e Twitter. É principalmente a plataforma para conversas “sérias” em um nível “pessoal”. Ao contrário do Facebook, o LinkedIn permite que as empresas tenham uma identidade mais “séria”. Algumas empresas usam o LinkedIn para recrutar funcionários. Alguns outros constroem comunidades técnicas / profissionais. Fóruns e comunidades independentes também prosperam no LinkedIn.

Quora :

Quora é o novo garoto no quarteirão. Só que ele não é mais um garoto! O que começou como uma simples rede social para ‘Q & A’ agora se tornou um tipo de mercado para o conhecimento. É organizado de forma mais frouxa quando comparado ao Facebook ou LinkedIn. É muito provável que os prospects façam perguntas e encontrem respostas no Quora antes de tomar uma decisão de compra. Além disso, o que acontece no Quora não fica apenas lá. Ele é compartilhado em outras redes sociais também. Então, vale a pena gastar seu tempo para envolver as pessoas no Quora.

Seu próprio fórum e blog :

No final do dia, vale a pena ter sua própria ‘infraestrutura de divulgação’. De certo modo, construir uma comunidade exclusivamente em qualquer rede social significa que você pode ter que influenciar a maneira como ela funciona. Quando você cria sua comunidade em seu próprio fórum e blog, você reduz esse risco. Você sempre pode usar as redes sociais para alcançar mais pessoas para sua comunidade, enquanto hospeda a comunidade em sua própria infraestrutura. Dessa forma, você obtém o melhor dos dois mundos.

A maioria das empresas não consegue lidar com uma comunidade que se espalha por todas essas opções. Então, pensamos em perguntar e descobrir o que você faz com sua comunidade. Não podemos esperar para ver os resultados!

Fonte: zoho.com

Leave a Reply