Skip to main content

Aplicação de pesquisa e seus impactos

Pesquisa

É muito fácil fazer uma pesquisa, no entanto, é por isso que elas podem ser tão perigosas.

Por elas serem tão fáceis de criar e distribuir, e os resultados serem fáceis de medir, acreditamos que as informações mais fáceis de compreender parecem mais verdadeiras.

Logo, essa facilidade faz com que os resultados da pesquisa pareçam verdadeiros e válidos, não importa quão superficiais e enganosos sejam.

Mas qual o problema de tornar esse processo mais fácil?

Tornar o processo de construir a pesquisa mais fácil não é um problema, porém, quando essa facilidade deixa de fora outras formas de encontrar uma resposta por parecerem mais difíceis, os problemas aparecem.

Como, por exemplo, entrevistar pessoas reais e analisar os resultados pode soar demorado e confuso demais.

Por outro lado, criar um conjunto de perguntas e enviá-las a milhares de pessoas oferece respostas sem contato humano. Bem mais fácil!

Porém, se ficarmos preso na facilidade de uma pesquisa podemos criá-la de forma ineficaz e ruim.

O que torna uma pesquisa ruim?

Se os dados que você recebe de volta não contribuem para a decisão que você precisa tomar ou não refletem a realidade, há um déficit na qualidade da sua pesquisa.

Isso pode acontecer se os entrevistados não derem respostas verdadeiras, ou se as perguntas forem impossíveis de serem respondidas com veracidade.

Além disso, também podem haver erros se as questões não corresponderem aos dados que você precisa ou se fizer perguntas confusas ou diretas demais.

E o que torna uma boa pesquisa?

Para escrever uma boa pesquisa, você precisa ser muito claro sobre o que deseja saber e porque uma pesquisa é o caminho certo para obter essas informações.

Sendo assim, você trabalhará para escrever perguntas muito claras.

O grande problema é quando o Customer Success não entende o melhor tipo de pesquisa e as fazem com questões qualitativas apresentadas em um formato quantitativo.

Questões qualitativas x Questões quantitativas

As qualitativas são usadas quando uma informação é melhor expressa e compreendida por meio de palavras, em vez de números.

Logo, pelo contrário, as quantitativas servem para quando os dados são números e comprovam os objetivos gerais da pesquisa.

Por isso, é de muita importância que a sua abordagem nas pesquisas seja cautelosa e adequada.

Para facilitar, antes de aprovar suas questões, responda a seguinte pergunta:

“As pessoas que estou pesquisando estarão dispostas e serão capazes de fornecer uma resposta verdadeira à minha pergunta?”

Desta forma, você obterá uma pesquisa produtiva com resultados reais e que respondam da melhor forma a sua necessidade de feedback.

“Mantenha-se próximo de seus clientes. Tão perto que seja você a dizer a eles o que precisam, muito antes que eles se deem conta do que necessitam.” Bill Gates

Close Menu